Conheça a LOUD!


 

 



Rock in Rio
por un mundo mejor



Entrevistas
explosivas



ŃCucaracha no cinema!



ŃPapeles,
por favor!



Leitura Alucinógena

O que é o www.cucaracha.com.br???
Quem é o responsável por isto?
Quem são os colaboradores deste Zine?
Agradecimentos


O que é www.cucaracha.com.br?

http://www.cucaracha.com.br/ é o endereço do Cucaracha Zine, uma publicação independente, que surgiu em 1996, editado por Matias Maxx, e que foi lançado ao mesmo tempo que o P@RaToDoS, um E-Zine com periodicidade mensal, que mesmo sem ver uma atualização há anos segue intacto no endereço: (http://www.geocities.com/SunsetStrip/Alley/1290/).

Naquela época a Internet comercial ainda estava engatinhando no Brasil, e embora se previsse muito crescimento e popularização, jamais imaginava-se anúncios durante jogos de futebol, outdoors pelas grandes cidades, conexões gratuitas e contratos milionários. Também não se imaginava que fusões como a da AOL e a Time Warner ocorreriam, muito menos que uma queda da bolsa da "nova economia" (o NASDAQ) provocasse tanta dor de cabeça.

No entanto uma coisa não mudou, a Internet apesar de ser uma invençao do pentágono e estar por aí desde os anos sessenta é uma mídia muito jovem, habitada em sua maioria por jovens dos douze aos vinte-e-pucos. Pessoas que testemunharam a revolução tecnológica dos últimos vinte anos bem de perto, seja por ter nascido com uma TV nos olhos e um Joistick na mão ou simplesmente por necessidade e afinidade.

Há quase quinze anos atrás, em 1986 mais precisamente, foi publicado o "Hacker manifesto", redigido na prisão por "The Mentor", um hacker condenado por "crimes de computador". Em determinado momento do texto o jovem hacker depois de assumir que através da net conhece pessoas "com que nunca conversou ou conheceu pessoalmente" declara que apenas "faz uso de um serviço que deveria ser gratuito se não fosse operado por glutões mercenários".

"Nós exploramos e vocź nos chama de criminosos. Nós buscamos conhecimento e vocźs nos chamam de criminosos. Nós existimos sem cor de pele, nacionalidade, religião e vocź nós chamam de criminosos. Vocźs constróem bombas atômicas, declaram guerras, assasinam, trapaceiam, e mentem pra gente tentando convencer-nos de que é para nosso próprio bem, e apesar de tudo isso, somos nós os criminosos"
"vocźs podem parar este individual, mas não pode parar-nos todos, afinal de contas, somos todos iguais."

Como em qualquer outro manifesto, o texto é carregado de romantismo e utopia mas toca em dois temas muito concretos e interessantes, a naturalidade de assimilação do jovem por essa mídia e como este está sendo influenciado e influenciando através desta. é uma maneira simples e direta de compartilhar informação com uma vastidão de pessoas por toda parte do mundo. E é algo que por mais que tentem, dificilmente vão conseguir bloquear, porque Internet vai bem além da pirataria, da pedofilia e da especulação que ocupam as manchetes. é simplesmente algo fantástico!

Foi guiado pela vontade de expressar meu "jornalismo" e meus registros que comecei a editar o zine anos atrás, por motivos de custo, cada edição demorava muito em sair, mas Não havia nada melhor do que receber cartas e e-mails com elogios. O P@RaToDoS durou mais de dois anos na Internet, mas acabou sendo desativado. No entanto ele recebe visitas até hoje, e recebemo diariamente e-mails ora com elogios, ora com críticas ou sugestões. E tem alguma coisa melhor do que isso!?

A Internet é vasta e imortal, um site hospedado na geocities tem potencialmente a mesma capacidade de acessos do que um portal com anúncios na TV e outdoors nas ruas do país. é só uma questão de como o usuário chega lá. Interesse do jovem internauta em conferir algo feito por gente como ele é o que não falta!

O público alvo é o internauta, do rato de Chat ao Administrador de rede, do carinha mais ligado em som independente ao sintonizado na rádio local.

é de todos, por todos e Para todos.



 

Quem é o responsável por isto?

"eu sou guerreiro, sou trabalhador"

Meu nome é Matias Maxx, nasci no dia 23 de agosto de 1980, em São Paulo, me mudando pra cidade maravilhosa em 85. Como sou filho de Argentino e Uruguaia, logo aprendi espanhol e absorvi não só a cultura brasileira, como a cultura latinoamericana de um modo geral.

Gosto muito de escrever, e de vez em quando publico uns textos por aí. Por um tempo eu convivi com um sério problema, o da hora de assinar o texto, - "o que que eu boto???". Basicamente o mesmo problema de quando me perguntam "o que vocź faz da vida?". Bem, atualmente eu trabalho na 2PG, uma grande empresa de webdesign, mas não faço design, e sim redação e operação de HTML. Apesar de definitivamente não ser um designer (porque ser designer não é só saber usar o photoshop e o corel draw), eu sei me virar na medida do possível, este site por exemplo eu que fiz tudo, Layout, HTMLs, design, tratamento de imagem e tal. Mas não, não me chame de designer, não por mim, mas por eles!!! :)

Ah! essa bordinha maneira quem fez foi a Ana!

Antes de trabalhar na 2PG eu trabalhei na Básica, uma agźncia de multimídia e publicidade aonde ajudei a desenvolver um CD-ROM de clipping do Caetano Veloso para a Uns. Foi um trabalho estupidamente exaustivo mas interessante, hoje em dia, dentre outras coisas sei tudo sobre Caetano Veloso, sem ter precisado ler o "Verdade Tropical". Antes disso eu trabalhei um tempo no Cadź?, na equipe original do AQUI! (aonde eu era escravogiário), com o tempo fiz e desfiz muitas coisas lá mas acabei caindo fora, apesar de continuar colaborando para lá com entrevistas e matérias. Além do AQUI! eu já fiz e colaborei para dezenas de fanzines e e-zines e também já publiquei matéria e fotos no Rio Fanzine (do segundo caderno do jornal O Globo).

é... eu também sou fotógrafo, inclusive a maioria das pessoas me conhecem como fotógrafo, simplesmente porque a cada trźs vezes que me vźem, pelo menos duas eu estou acompanhado de minha Nikon FM2. Gosto de fotografar pessoas e até então a maioria dos meus trabalhos em fotografia são fotos noturnas e principalmente shows. Já fiz foto de divulgação para várias bandas, e já publiquei fotos em diversos veículos impressos (o Globo, JB, o Dia, Rock Press, Backstage...) e sites. Já fiz assistźncia de fotografia para o fotógrafo e cineasta Gustavo Caldas várias vezes, registro todas as edições da LOUD! (festa que rola todo Sábado no Cíne Íris, no rio de janeiro), aonde também projeto slides.

Assim como fotografia, eu sou vidradão em cinema e vídeo, audiovisual no geral. Já fiz dois cursos no Vídeo fundição (assistente de cČmera de cinema com César Elias e produção de cinema com Marta Passos) e já tive algumas experiźncias na área, junto de Gustavo Caldas dirigi o vídeo clipe "Baby" da Bia Grabois e estagiei na produção em mais dois vídeo clipes ("O céu Negro" de Bia Grabois e "Se liga na parada" do Mr-8). Também já estagiei numa gravação de uma campanha política, roterizei mais de uma dúzia de episódios do extinto Underclip (que ainda vai ao ar toda Quarta feira as 18h30 no canal 14 da net) e produzi quase todos (são uns vinte... eu acho...). Também produzi as gravações no rio de janeiro do documentário "Back to Bach" para as redes de televisão espanholas DTV/VÍA DIGITAL e TVC. Fora isso tenho trźs roteiros inacabados para curta-metragens e um para longa-metragem, que perendo terminar em breve, para começar a captar, produzir, derepente dirigir e se bobear até atuar (na figuração ou numa "ponta", porque eu definitvamente não sou ator). Também estou produzindo um documentário em vídeo... mas não vamos falar das coisas inacabadas...

Tendo em vista tantos interesses, aptidões, experiźncias mas nenhuma especialização de fato enfrentei e enfrento até hoje milhões de dúvidas na hora de assinar um maldito texto. Não posso dizer que sou jornalista porque ainda não completei aquela maldita faculdade, não posso dizer que sou cineasta porque nem sei o que é isso direito, não posso dizer que sou webdesigner porque eu não sou exatamente um webdesigner, daí acabo falando das duas coisas que eu tenho certeza que sou, zineiro e fotógrafo.

E é assim que tem que ser, e é assim que é!

Matias Maxx é zineiro e fotógrafo, e está se indagando se alguém realmente vai ler esta bem breve biografia.



 

Quem são os colaboradores deste Zine?

O Cucaracha Zine é um Zine-Aberto! Livre para erecebr sugestões, críticas, observações e sugestões, assim como colaborações.

De cara temos dois colunistas semanais: O Geógrafo e Músico paulista Paulo Abrãao, que na sua coluna "Receitas do Jersson no bar do Pajé" conta suas experiźncias como mochileiro pela América Latina, além de diversas notas de interesse sobre suas pesquisas sobre xamanismo, culturas indígenas e contracultura urbana. Também temos o carioca Erich Monteiro do Selo "Rock It!" que relata diversas de suas bocadas e showzinhos em sua coluna "Bon Vivant", além de pautas de conteúdo completamente inesperado.

Diretamente de Salvador, Bahia temos Luciano Matos, jornalista, fotógrafo e... zineiro! Com a ardua missão de mostrar pro povo "do sul" o que rola no "norte".

Se vocź escreve, clica, faz fanzine, o que seja, não se acanhe entre em contato com o Cucaracha Zine através do e-mail (expresso@cucaracha.com.br) ou da caixa Postal 9110, CEP 22272-970, Rio de Janeiro - RJ - Brasil.



 

Agradecimentos!

Esta é a parte mais díficil, mas vamos tentar, de cara ao Pedro Mamata, que me acompanhou nesta tarde de feriado, fazendo a cabeça e o Zine. Ao Tio Guga e à Toda a galera da LOUD! (Léo, Zé, Daniel, áureo, Diogo, Gordinho, Dodô, Tito e Marcelinho da Lua) ao Calbuque, Tom Leão e ao Rio Fanzine

Milhões de abraços para o Bruno Privatti, Alexandre Matias, Lia, Cissa, Fábio Macedo, Reptile Shaman, Pedro Alvim e toda a galera da E-Zine!!!
Ao Pedro de Luna e à todo mundo do Shape A!
Um abração pra toda a galera da 2pG, tanto a galera da programação (lado b) quanto aos PMs e (principalmente) à Paula e as gatíssimas designers e ao Gile, Giglio e Pedro Ivo.

Um abraço especial à Ana e a Roberta que aguentaram com paciźncia angelical aos meus pedidos de sugestão!

à todos os integrantes e empresários do Autoramas, Los Djangos, Acabou La Tequila, Los hermanos, Funk Fuckers, MC's HC's, Polén, Sheik Tosado e Planet Hemp e à todas as bandas que compõem o cenário Underground carioca!
à todos os Skatistas, Roqueiros, Punks, Clubbers, B-Boys, Grafiteiros, Nerds e Revoltados deste país!

Ao pessoal do Molotov, Man or Astroman?, Down by Law, Bloco Vomit e todos os demais gringos que foram sangue-bão pacas com esta mídia alternativa!

Um abração pro Fernando Villela, pra Yami, pro Remo e toda a galera das antigas do AQUI! e do Cadź?!

Ao Mano Negra por ter existido, à todas as organizações libertárias, à todos os guerrilheiros mortos por um ideal libertário, à todos que participaram de protestos, pixaram muros, fizeram número nas manifestações e confrontaram o poder!

Ao Fernando Paiva e à todos os que liam o P@RaToDoS e a todos os que nunca tiveram vergonha de sonhar!

E é claro, ao meu avô e minha família.



 
 
|palavras|resenhas|colunistas|entrevistas|notícias|
|notas do editor|el espresso|o que é?|faça contato!|
-- matias maxx 2000 --